roteiro de viagem

Roteiro de viagem: dicas essenciais para você montar o seu

by

Etapa adorada por muitos viajantes, a montagem do roteiro de viagem pode, sim, ser muito prazerosa. A fase de planejar o passeio e decidir todos os detalhes logísticos, afinal, já dá um gostinho dos momentos inesquecíveis por vir e de todas as novidades a serem saboreadas no tão sonhado destino. 

Com tantos detalhes a decidir, entretanto, o planejamento do roteiro pode ser um grande desafio. Seja para novatos ou viajantes experientes, a escolha dos programas turísticos, dos meios de transporte e de todos os pontos a visitar exige planejamento, pesquisa e organização. 

Para te ajudar na empreitada de concretizar a viagem dos sonhos, listamos x dicas essenciais para o momento de colocar seu roteiro de viagem no papel. Confira! 

A importância de contar com um bom roteiro de viagem 

Por mais que a ideia de embarcar sem planejamento possa ser romântica, dispor de um bom roteiro de viagem é fundamental para otimizar o tempo e conhecer todos os pontos turísticos desejados com base no período disponível para o seu passeio. 

É claro que você pode liberar espaço para a espontaneidade! No entanto, mesmo para aproveitar seus dias de viagem com mais liberdade é necessário assegurar que todos os detalhes logísticos principais (passagens aéreas, transporte entre viagens, hospedagem) estejam programados

Embarcar sem planejamento e sem roteiro, afinal, coloca em risco a tranquilidade e a segurança do seu passeio, principalmente para quem viaja em alta temporada. Nessa época, transporte, voos e hospedagem tendem a ficar lotados. 

Para aproveitar ao máximo seus dias disponíveis, evitar perrengues e fazer um passeio que atinja todas as suas expectativas, o roteiro de viagem é um verdadeiro aliado. 

Saiba Mais: Check-list de viagem: guia para não esquecer de nada (e viajar tranquilo)

6 dicas para criar o roteiro de viagem ideal 

roteiro de viagem

1. Escolha o destino ideal 

Se você já escolheu seu ponto de chegada, prossiga para a leitura do próximo tópico! Antes, vamos fornecer algumas dicas importantes sobre aquele que é o ponto central de todo roteiro de viagem: o destino. 

É claro que o “destino ideal” é muito subjetivo e varia de acordo com os objetivos e gostos de cada viajante. Mas, de maneira geral, a escolha acertada do destino é aquele que se encaixa no seu orçamento disponível, no número de dias em que você planeja fazer sua viagem, que, é claro, seja um local que você deseja conhecer e que vá de encontro ao tipo desejado de viagem

Viagem a dois, viagem com crianças, viagem de aventura, praia, neve, montanha, destino nacional ou internacional… em primeiro lugar, defina o objetivo do seu passeio em contraste com o tempo que você tem disponível. 

Dica Extra: uma estratégia interessante é colocar os destinos e passeios que você está considerando no campo de busca do Instagram e explorar as hashtags e marcações dos usuários, avaliando as atrações se encaixam no perfil de viagem desejado (e instigando seu espírito viajante!). 

2. Faça uma pesquisa detalhada sobre seu destino 

Com o destino definido, o próximo passo é mergulhar a fundo nas informações disponíveis sobre o local (ou locais, se você for transitar por diferentes cidades e até mesmo países, o que é comum na viagem estilo “mochilão”). 

Aqui, vale lembrar que a época do ano em que você for viajar faz toda a diferença. Determinadas estações ou períodos são propícios para conhecer determinados lugares e atrações. Por outro lado, invernos rigorosos e altíssima temporada, por exemplo, podem não ser indicados para conhecer muitos destinos. 

Clima, atividades oferecidas na época, melhores rotas, passeios, atrações, museus, cultura, costumes locais: tudo deve incluir sua pesquisa. Obter informações detalhadas não apenas te ajudará a criar um roteiro inesquecível, como também a definir as melhores escolhas para não extrapolar o orçamento e fazer uma viagem gastando pouco, se este for o seu objetivo. 

Na pesquisa, utilize todo o potencial da internet a seu favor (blogs de viagem, apps, sites especializados, redes sociais, portais de embaixadas internacionais). Além disso, os guias de viagem, embora possam parecer ultrapassados, são boas pedidas para orientar os viajantes. 

As agências de turismo também podem oferecer toda a expertise para te ajudar a organizar sua viagem com segurança, tranquilidade e dicas de especialistas em roteiros. 

Dicas de sites e apps para otimizar o seu roteiro de viagem 

Sygic Travel: este app é voltado especificamente para o planejamento do roteiro de viagem. Na ferramenta, você informa a cidade, as datas em que estará lá, a hospedagem e a forma de chegada. Com esses dados, o app sugere variados tipos de atrações que podem entrar no seu roteiro. Além disso, você também pode filtrar as sugestões de acordo com seus interesses (“museus”, “restaurantes”, dentre outros). 

TripAdvisor: trata-se de um site colaborativo que coleta as opiniões de viajantes de todo o mundo sobre tours, atrações turísticas, restaurantes e até hotéis. Você também pode checar as avaliações sobre as melhores empresas para planejar seus passeios no destino;

Google Maps: é uma verdadeira mão na roda para os viajantes! O Google Maps e um dos apps mais utilizados para deslocamento no mundo todo. Pesquise as melhores rotas a pé, de carro e de transporte público, além de descobrir as distâncias e tempo de locomoção aos pontos de chegada desejados. Vale baixar e deixar no smartphone! 

Leia Mais: 18 aplicativos de viagem que você precisa conhecer

3. Pesquise as principais informações sobre as atrações turísticas que você deseja visitar 

Depois da sua pesquisa sobre o destino e da filtragem das atrações que você deseja visitar/conferir, é o momento de obter informações específicas sobre esses programas turísticos. Dentre os pontos a serem pesquisados, estão: 

– Horário de funcionamento: sem planejamento, pode ser que você perca a visita porque o local está fechado ou porque é feriado local. Cheque os horários e dias de funcionamento, inserindo essas informações no roteiro.

– Como chegar ao local: o ideal é pesquisar como você pode se locomover até as atrações de diferentes maneiras. É possível chegar a pé? Se não, fica fácil ir por transporte público? Pode ser que determinada linha de metrô ou ônibus não funcione aos domingos, por exemplo. Fique atento! 

– Ingressos: muitos programas turísticos permitem comprar ingressos ou fazer reservas de forma antecipada – e eles tendem a ser mais baratos. Confira se as atrações desejadas vendem entradas online (e se restaurantes badalados permitem reservas digitais, se for o caso).  

– Trajes especiais: a depender da cultura local, muitos pontos turísticos (em especial templos sagrados e igrejas) não permitem a visita de mulheres com pernas, braços e ombros expostos. Conhecer essas peculiaridades te ajudará a se planejar com antecedência para a ocasião. 

Leia Mais: Férias em dezembro: por que alugar uma mala?

4. Divida seu roteiro em dias e organize cada dia por região 

Esse é o método clássico de organizar roteiro de viagem, e não por acaso – é a forma mais simples, facilitada e intuitiva de pensar seu itinerário. Em primeiro lugar, é preciso ter em mente o tipo de viajante que você é (prefere museus? Turismo gastronômico? Balada?) e elencar suas prioridades entre as atrações selecionadas (ou as prioridades do grupo). 

Faça uma lista com aquelas atrações que você faz questão de ir e quais poderiam ser deixadas para depois, começando sempre pelas prioridades. Não se engane: principalmente em roteiros mais enxutos (com menos dias) e cidades com muitos programas turísticos, é bem provável que você não faça tudo o que quer (ou que todos queiram). Desapegue e curta o passeio! 

Depois de ter suas prioridades bem definidas, o próximo passo é distribuir a programação no número de dias disponíveis. Nesse ponto, sua principal preocupação deve ser agrupar as atrações por localização

Em se tratando da mesma cidade, planeje atividades do mesmo bairro ou região no mesmo dia. Aqui, o já citado Google Maps é um excelente aliado! Fazer buscas na internet e levar um mapa na mão também sempre ajuda. 

Se o seu roteiro envolve diferentes cidades ou mesmo países, considerar a geografia (verificando o tempo de locomoção e a proximidade dos locais visitados) é ainda mais importante. 

**Dicas extras: 

  • calcule, aproximadamente, o tempo para conhecer cada lugar. Determinadas atrações podem levar o dia todo (ou mesmo mais dias). Considere essa peculiaridade no seu roteiro!;
  • alguns museus e centros culturais têm entrada grátis em certo dia da semana ou do mês. Pesquise e ajuste seu roteiro conforme essas facilidades (mas lembre-se  de que esses dias também tendem a ficar mais cheios);
  • para o dia de chegada no destino, pegue leve no roteiro! É bem provável que você esteja cansado e precisando de umas horas de sono. Prefira programas tranquilos e próximos ao hotel. 

5. Deixe “espaços livres” no seu roteiro 

Não caia na armadilha de planejar milimetricamente seus dias, lotando-os de compromissos. Em primeiro lugar, é preciso contar com imprevistos e eventuais mudanças de rota, principalmente se há outros viajantes envolvidos no passeio.

Além disso, é fundamental deixar alguns espaços livres ou em branco nos seus dias – muitos passeios e programas duram mais do que o esperado, e é bem possível que você deseje voltar para sua hospedagem e descansar. 

6. Decida as questões do transporte 

Nesse ponto, a pesquisa também é fundamental. O transporte necessário está diretamente ligado às cidades visitadas, à distância percorrida e mesmo à localização da sua hospedagem. Além do transfer aeroporto-hotel (caso se trate de uma viagem aérea), pesquise as melhores opções para se deslocar dentro da cidade, entre cidades e mesmo entre países.

Será que vale a pena alugar um carro? Ou você vai se virar bem de metrô ou mesmo Uber? Será necessário comprar mais passagens aéreas para prosseguir seu roteiro ou viajar de trem é a melhor escolha? Busque a opinião de outros viajantes, avalie seu orçamento e decida todas as questões logísticas do deslocamento previamente

Por fim, lembre-se de que seu roteiro não está “escrito em pedra”, e portanto não precisa ser seguido à risca. Toda aventura deve deixar espaço para a espontaneidade (afinal de contas, haverá imprevistos – e eles costumam ser os responsáveis pelos momentos mais memoráveis e incríveis da viagem). 

Esperamos que nossas dicas te ajudem a elaborar seu roteiro de viagem dos sonhos! Continue a acompanhar o blog e saiba como escolher a mala ideal para embarcar sem imprevistos! 

You may also like