Plano de celular

5 dicas para economizar com planos de celular em suas viagens

by

Toda viagem precisa de um planejamento sólido. Detalhes não podem ser deixados de lado — ainda mais quando refletem no bolso. Vamos tratar de um ponto que muitas vezes passa em branco: o plano de celular.

Nesse post você encontra 5 dicas para que o seu plano de celular caiba na sua mala!

1 – Utilize seus dados com sabedoria

Ficar navegando em redes sociais durante a viagem muitas vezes te impede de aproveitar os melhores momentos. Registrar essas memórias com fotos e vídeos? Claro. Mas os posts podem esperar

Que tal compartilhar sua viagem nas redes sociais apenas quando estiver conectado no WiFi do hotel, por exemplo? Assim você economiza seu pacote de dados e aproveita melhor o seu tempo!

O uso de serviços de streaming como Netflix e Spotify também impactam bastante no limite de dados do seu plano de celular. Para isso, as próprias plataformas disponibilizam um recurso de download prévio — você pode baixar o conteúdo enquanto estiver no WiFi e reproduzi-lo depois, sem gastar sua internet!

2 – Estabeleça suas necessidades e compare as alternativas

É importante avaliarmos nossas opções antes de qualquer compra. Com planos de celular não é diferente. Antes de viajar, por que não comparar os melhores planos e descobrir qual deles te atende melhor?

Tanto em viagens nacionais como internacionais existem alguns poréns. No caso da TIM, em viagens internacionais as chamadas são cobradas por minuto de duração. O tráfego de dados custa a partir de R$33,00 por megabyte transferido, nos planos pré e pós-pago.

Operadoras telefônicas têm abordagens distintas quanto ao roaming nacional e internacional de dados. O plano móvel Vivo Travel trabalha com um sistema de diárias. A partir da aquisição de uma diária o cliente pode utilizar:

  • 50 minutos em ligações no país visitado ou para o Brasil;
  • SMS ilimitado para qualquer operadora do mundo;
  • Recebimento de ligações ilimitado;
  • Franquia de internet

3 – Contrate um plano de celular local

Você pode trocar o chip do seu celular facilmente. Além de celulares pré-pagos, outro possível recurso é o Pay-As-You-Go, ou seja, pague somente o que usar. É a escolha preferida de pessoas que pretendem passar pouco tempo no destino.

Os serviços são cobrados por cada vez que você usa, ou seja: ligações, mensagens de texto e mega de dados tem um valor definido pela empresa. 

A H2O Wireless por exemplo, empresa americana de telefonia, precifica ligações e torpedos em 5 centavos de dólar por uso no seu pacote mais básico de serviços. Você pode fazer uma recarga e utilizar somente o planejado.

AT&T e Verizon, também americanas, oferecem planos pré-pagos, mas não possuem o serviço Pay-As-You-Go, já que seu objetivo maior é a venda de planos familiares.

4 – Desligue o GPS do celular

Serviços de localização consomem bastante internet e são utilizados por vários aplicativos, mesmo enquanto você não está usando o seu celular. É interessante desligar o recurso quando ele não for necessário e evitar gastos desnecessários. 

O uso de aplicativos como Waze e as constantes atualizações de localização da Google, por exemplo, são grandes vilões nesse ponto de vista.

Para você conseguir acessar suas informações de consumo e entender melhor quais funções gastam mais internet. Siga as instruções a seguir:

Para visualizar o consumo no Android:

  1. Vá em “Configurações”;
  2. “Rede e internet”, depois “uso de dados”;
  3. Em “dados móveis” podemos observar os dados já utilizados;
  4. Em “uso de dados móveis” verificamos os dados usados em determinado aplicativo, e quanto tempo você gastou nele

No iPhone:

  1. Vá em “Ajustes”;
  2. Selecione a opção “celular” e clique em “uso dos dados celulares”;

Em aparelhos com suporte a Android é recomendável utilizar o modo de economia de consumo. Para isso, siga os seguintes passos:

  1. Acesse “Configurações”;
  2. Vá em “Rede e Internet”;
  3. Habilite a opção “economia de dados”.

5 – Opte por um celular pré-pago

Em viagens internacionais, é válido adquirir um aparelho pré-pago. São basicamente modelos de celulares antigos utilizados por usuários que não têm interesse em um plano de longo prazo.

Estes celulares têm um limite predeterminado de horas de uso. Essas horas são descontadas a cada ligação e mensagem de texto. Por fim, esgotado o limite, o aparelho pode ser descartado.

É a opção mais popular entre intercambistas — pessoas que passam um período maior em um país estrangeiro e querem economizar. Planos de telefonia mais robustos normalmente requerem um contrato de fidelidade e incluem serviços de internet fixa e TV, o que torna tudo mais caro.

E então, gostou das dicas? Você já conhecia essas alternativas? Tem alguma outra pra compartilhar? Conta pra gente! Deixe seu comentário com críticas e sugestões — sua experiência pode ajudar várias pessoas.

You may also like