bagagem-de-mao

Tudo sobre bagagem de mão e despachada: conheça as regras

by

Atualizado no dia 03 de Julho de 2018

Quando o assunto é o que levar a bordo, muita gente ainda tem dúvidas sobre o que é ou não permitido. As regras que determinam peso e tamanho, o que pode ser transportado na bagagem de mão e o que deve ser despachado, de fato, podem confundir até mesmo os passageiros mais experientes. Desde março de 2017, a partir da iniciativa da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), passaram a valer mudanças importantes na regulamentação do transporte aéreo brasileiro, tornando ainda mais urgente que todos se atualizem sobre a conduta correta na hora de embarcar.

Dentre as mudanças aprovadas pela ANAC, a mais importante (e a mais comentada!) é o término da franquia obrigatória de bagagem despachada em voos nacionais e internacionais – agora, as companhias podem determinar o peso, as dimensões e o volume permitidos dentro de cada tarifa. A franquia da bagagem de mão também foi alterada com as novas regras.

Para a ANAC, a atualização das normas representa um avanço importante para o segmento, beneficiando os passageiros através da redução dos preços das passagens e de uma maior clareza em relação às obrigações das companhias aéreas. A agência também objetiva elevar a concorrência no ramo, possibilitando a criação de viações low cost ou baixo custo.

Se você está perdido em relação ao que mudou e quais são as regras de bagagem em voos, não se preocupe! Para esclarecer suas dúvidas, montamos um guia bem completo e detalhado com tudo o que você precisa saber sobre bagagem de mão e despachada. Neste guia, você vai conferir:

 

 

 

 

 

 

Vamos lá?

Mas afinal, o que é franquia de bagagem?

Não custa relembrar, não é mesmo? Quando falamos em “franquia de bagagem”, estamos nos referindo à quantidade de peso e/ou número de volumes que o passageiro pode carregar a bordo na aeronave, seja na bagagem de mão ou nos pertences que são despachados e encaminhados ao porão do avião. A franquia é um dado fundamental que deve ser considerado por todos os passageiros para evitar imprevistos e assegurar uma viagem tranquila. Quando adquirir as passagens, fique atento ao regulamento estabelecido por sua companhia aérea: as dimensões das bagagens e outros fatores variam de empresa para empresa.

Tudo sobre bagagem de mão

A bagagem de mão, como o próprio nome já infere, é aquela que pode ser levada junto ao passageiro durante a viagem – é a mala, mochila ou bolsa contendo pertences pessoais e itens de valor, tais como aparelhos eletrônicos, dinheiro e remédios.

Antes das mudanças da ANAC, podiam ser levados uma bagagem pequena de até 5kg mais um volume de mão (bolsa, mochila ou sacola). Agora, com as novas regras, é permitido levar até 10kg de bagagem de mão, sem custos adicionais. Se a sua mala de mão atender a todos os regulamentos do contrato mas, por algum motivo, precisar ser despachada, a companhia deverá fazê-lo sem custos.

Bagagem de mão em trajetos nacionais

Com as novas medidas da Agência Nacional de Aviação Civil, o peso da bagagem de mão ficou unificado, mas as dimensões e o volume dos pertences levados estão a cargo das companhias. Para voos nacionais, cheque as regras definidas por cada empresa:

  • GOL

Podem ser levados 1 bagagem de mão mais 1 item pessoal somando até 10kg. As dimensões máximas permitidas para a mala de viagem são de 40cm x 25cm x 55cm (comprimento x largura x altura).

  • Avianca

1 bagagem de mão mais 1 item pessoal com o peso total de 10kg são permitidos. As dimensões de bagagem regularizadas pela Avianca são de 40cm x 20cm x 55cm (comprimento x altura x largura).

  • Azul

Além da norma geral de 1 bagagem de mão mais 1 item pessoal somando 10kg, a Azul define que as três dimensões da mala (altura x comprimento x profundidade), somadas, não devem ultrapassar 115cm.

  • LATAM

O peso máximo da bagagem de mão, acrescida de 1 item pessoal, é de 10kg, como estabelecido pela ANAC. Na LATAM, as dimensões da mala de viagem devem ser de até 55cm x 35cm x 25cm (altura x largura x espessura).

Observação Importante: vale destacar que o “item pessoal” citado pelas companhias em seus regulamentos se refere a objetos como pasta de trabalho, computador portátil, bolsa pequena, bolsa de câmera fotográfica, muletas, guarda-chuva e cobertor.

Bagagem de mão em trajetos internacionais

Nos voos internacionais, além das medidas/dimensões das malas de mão, o peso também fica a critério das companhias aéreas. Normalmente, o volume permitido é de uma bagagem de mão acrescida de item pessoal. Este limite, no entanto, pode aumentar para dois volumes no caso de clientes Premium.

Como as regras variam de empresa para empresa, é fundamental consultar as normas da sua companhia para evitar transtornos. Abaixo, listamos o regulamento das principais viações:

  • LATAM

Classe econômica: é permitido levar 1 bagagem de mão mais 1 item pessoal de até 10kg. As dimensões para as malas são de 55cm x 35cm x 25cm.

Premium: o passageiro pode levar 2 bagagens de mão mais 1 item pessoal, somando até 16kg. As dimensões para as malas são de 55cm x 35cm x 25cm.

  • Avianca

Nos voos internacionais da Avianca, o passageiro pode levar 1 bagagem de mão mais 1 item pessoal com peso total de até 10kg. As dimensões das malas deve ser de até 55cm x 40cm x 20cm.

  • Azul

É possível transportar 1 bagagem de mão mais 1 item pessoal com 10kg totais. As dimensões permitidas são 55cm x 40cm x 20cm.

  • GOL

O passageiro pode levar 1 bagagem de mão acrescida de 1 item pessoal com o peso total de até 10kg. As dimensões regulamentadas para as malas são de até 40cm x 25cm x 55cm.

  • American Airlines

No caso da American Airlines, o passageiro pode levar 1 bagagem de mão mais 1 item pessoal sem restrição de peso. A bagagem deve ter as dimensões máximas de 56cm x 36cm x 23cm.

  • Air France

1 bagagem de mão mais 1 item pessoal de até 12kg são permitidos. As medidas das malas de viagem de mão não podem ultrapassar 55cm x 35cm x 25cm.

  • Aerolíneas Argentinas

É permitido levar 1 bagagem de mão mais 1 item pessoal com peso total de 10kg. As dimensões definidas para bagagem são de 55cm x 35cm x 25cm.

  • British Airways

Podem ser levados 1 bagagem de mão e 1 item pessoal de até 23kg totais. As dimensões de mala permitidas são de 56cm x 45cm x 25cm.

  • EasyJet

Em viagens internacionais com a EasyJet, o passageiro pode levar 1 bagagem de mão sem restrição de peso. As dimensões permitidas para a mala são de 56cm x 45cm x 25cm.

  • Ryanair

A companhia permite levar 1 bagagem de mão mais 1 bolsa pequena com até 10kg totais. Para a bagagem de mão, as dimensões permitidas são 55cm x 40cm x 20cm. A bolsa pequena, por sua vez, deve ter as medidas máximas de 35cm x 20cm x 20cm.

  • Lufthansa

O passageiro pode levar 1 bagagem de mão de até 8kg. As medidas da mala não podem ultrapassar 55cm x 40cm 23cm.

Observação Importante: lembramos que o “item pessoal” especificado pelas companhias consiste em bolsa pequena, computador portátil, bolsa de câmera fotográfica, pasta de trabalho, muletas, guarda-chuva e cobertor. A depender da empresa, o carrinho de bebê também conta como possível item pessoal de bagagem de mão.

O que posso e não posso levar na bagagem de mão?

Antes de tudo, lembre-se de que o recomendado é levar os itens frágeis ou de valor nessa bagagem, que estará com você ao longo do trajeto. Assim, dinheiro, documentos, chaves, remédios e eletrônicos são alguns dos objetos que podem e devem ser transportados na bagagem de mão. Vale lembrar que os itens levados devem sempre estar bem acondicionados, de forma a não interferir no conforto e na integridade física dos demais passageiros da aeronave.

Como já apontamos, eletrônicos tais como notebooks, tablets e celulares podem ser levados, respeitadas as regras de dimensão e peso especificadas acima. As baterias de lítio e/ou pilhas desses equipamentos também podem integrar a bagagem (mas devem ser observados os limites de 100 Wh para as baterias e 20 Wh para as pilhas). Líquidos e/ou géis, por sua vez, podem ser transportados na quantidade máxima de 1,2kg ou 1,2 litro. Cada recipiente com as substâncias deve pesar até 300g ou ter capacidade de até 300ml.

Nos voos internacionais, o transporte de líquidos na mala de mão tem regras específicas: eles devem ser armazenados em embalagens de no máximo 100ml. O limite total permitido é de 1 litro (ou 10 frascos de 100ml). Na hora de fazer a mala, certifique-se de guardar esses recipientes em embalagem de plástico transparente: isto facilita a inspeção no aeroporto antes do embarque. Perfumes e bebidas alcoólicas também podem ser levados na bagagem de mão, assim como medicamentos com prescrição médica.

Por fim, vale lembrar que a segurança dos itens de mão a bordo são de responsabilidade do passageiro – em geral, as companhias aéreas não assumem as perdas ou danos causados aos artigos ao longo da viagem.

NÃO PODEM SER LEVADOS:

    • Armas e objetos cortantes e pontiagudos, tais como estiletes, canivetes e tesouras;
    • Substâncias inflamáveis, tóxicas e/ou químicas (desodorantes aerossóis, por exemplo, ficam barrados. Já perfumes e bebidas alcoólicas, como mencionamos, são produtos inflamáveis mas permitidos);
    • Ferramentas de trabalho (tais como furadeiras, chaves de fenda, martelos e marretas. Esses itens devem ser despachados).

Neste artigo, você pode conferir mais dicas valiosas de itens que devem ser evitados na hora de fazer as malas.

Compras no freeshop: e se eu adquirir produtos como bebidas e perfumes durante o trajeto?

Se o passageiro comprar produtos líquidos em freeshops ou no próprio avião, esses itens podem ultrapassar o limite estipulado pelas companhias. No entanto, devem permanecer nas embalagens plásticas seladas e com seu recibo de compra.

Tudo sobre bagagem despachada

bagagem-de-mao

Agora que conferimos as principais regras a respeito da mala de mão, vamos partir para o outro tipo de bagagem (que também gera muitas dúvidas antes do embarque): a despachada. Esta bagagem consiste nas malas maiores do passageiro, que são transportadas no porão ou bagageiro do avião. Essas malas são entregues durante o check-in no aeroporto e devolvidas no momento do desembarque.

O novo regulamento da ANAC prevê que as normas da bagagem despachada sejam definidas pelas companhias aéreas e suas próprias estratégias comerciais. O peso dos itens e o preço cobrado pelo despacho, portanto, fica a cargo de cada empresa. Diante desse cenário, algumas das companhias criaram uma diferenciação de tarifas, na qual as passagens incluem ou não o preço final das bagagens despachadas. Confira as regras das principais viações a seguir!

Bagagem despachada em trajetos nacionais

  • LATAM

O peso máximo definido por bagagem despachada é de 23kg. Nas tarifas Promo e Light da LATAM, não há bagagem incluída no valor da passagem. A Tarifa Plus inclui 1 volume de mala despachada e a Tarifa Top inclui 2 volumes. O preço para a primeira bagagem adicional é de R$40, se o serviço for solicitado até 3 horas antes do voo. Se o pedido for realizado com menos de 3 horas de antecedência, este valor passa para R$80. Valores para excesso de bagagem podem ser conferidos no site da companhia.

  • Avianca

Na Avianca, o peso máximo também é de 23kg. Na tarifa Promo, não há bagagem incluída no valor da passagem. A Tarifa Economy inclui 1 volume de mala despachada e a Tarifa Plus inclui 2 volumes. O preço para a primeira bagagem adicional é de R$40, se o serviço for solicitado até 6 horas antes do voo. Se o pedido for realizado com menos de 6 horas de antecedência, este valor passa para R$80. Valores para excesso de bagagem podem ser conferidos no site da companhia.

  • GOL

Nas Tarifas Promo e Light da GOL, não há bagagem despachada incluída. Na Plus, o cliente tem o direito de levar 1 volume gratuitamente e nas tarifas Max e Premium até 2 volumes. O preço para a primeira bagagem adicional é R$50 (se solicitado por autoatendimento, internet ou agências de viagem) ou R$100 (no balcão de check-in). Todos os valores podem ser conferidos no site da companhia. O peso máximo é de 23kg.

  • Azul

Na Tarifa Azul, não há bagagem incluída. Na Tarifa MaisAzul, 1 volume de bagagem despachada é contemplado. Para a primeira bagagem adicional, o preço é R$60 (se solicitado por autoatendimento, agências de viagem ou internet) ou R$80, se a solicitação for feita no balcão de check-in. O peso regularizado para a bagagem é 23kg. Os valores para mais tipos de bagagem podem ser conferidos no site da Azul.

Observação importante: Outros tipos de bagagem especiais despachadas também podem ser taxados conforme suas dimensões a depender da companhia, tais como instrumentos musicais e artigos esportivos.

Bagagem despachada em trajetos internacionais

Fique de olho: destacamos que as normas da ANAC para voos internacionais só envolvem aqueles que saem do Brasil. Caso você deseje se informar sobre trajetos que partam de outros países, deve verificar as regras do destino de origem do voo e da companhia aérea em questão!

Reunimos, abaixo, as regras das principais companhias sobre bagagem despachada para viagem no exterior:

  • GOL

Com as regras da ANAC, a GOL passa a cobrar por bagagens despachadas em voos internacionais. Nas Tarifas Promo e Light da GOL, não há bagagem despachada incluída. Na Plus, o cliente tem o direito de levar 1 volume gratuitamente e nas tarifas Max e Premium até 2 volumes. O preço por primeira bagagem adicional é USD 50 se o cliente solicitar o serviço por autoatendimento, internet ou agências de viagem. Se optar por fazer a requisição no check-in, o serviço sai por USD 100. Mais valores para bagagens internacionais despachadas podem ser checados no site da GOL.

  • Azul

Voos para Estados Unidos e Europa na Tarifa Economy incluem 2 volumes de bagagem despachada (peso máximo 23kg) e a Tarifa Business inclui 3 volumes. Para a primeira bagagem adicional, a Azul cobra R$ 555 em voo de/para os EUA (apenas via Call Center, Aplicativo Azul ou pelo site com no mínimo, 8 horas de antecedência do voo). Em voos de/para a Europa, a companhia também cobra R$ 655 (via site e call center).

Em voos de/para a América do Sul, a Tarifa Azul não inclui bagagem despachada e Tarifa MaisAzul inclui 1 volume. O preço da primeira bagagem adicional é de R$ 74, se solicitado via  via Call Center ou canais digitais até 8 horas de antes do voo, ou R$ 111 no aeroporto.

Mais valores para bagagens internacionais despachadas podem ser checados no site da Azul.

  • Avianca

Em voos para a América Latina, as tarifas Promo, Economy, e Flex incluem 1 volume de bagagem despachada (até 23kg) no valor da passagem. As Tarifas Business Promo e Business incluem 2 volumes de mala despachada. O preço para a primeira bagagem adicional é de USD 50, se o serviço for solicitado até 6 horas antes do voo. Se o pedido for realizado com menos de 6 horas de antecedência, este valor passa para USD 100.

Em voos para para os Estados Unidos, as tarifas Promo, Economy, e Flex incluem 2 volumes de bagagem despachada (até 23kg) no valor da passagem e as Tarifas Business Promo e Business incluem 3 volumes de mala despachada. O preço para a primeira bagagem adicional é de USD 92, se o serviço for solicitado até 6 horas antes do voo. Se o pedido for realizado com menos de 6 horas de antecedência, este valor passa para USD 185.

Valores para excesso de bagagem podem ser conferidos no site da companhia.

  • LATAM

Em voos para destinos internacionais: a Tarifa Economy inclui 1 volume e as Tarifas Business e Premium Economy incluem de 2 a 3 volumes dependendo da rota. O peso definido para a bagagem despachada é 23kg.

Em voos entre o Brasil e a América do Sul e entre o Brasil e o Caribe, a primeira bagagem adicional custa R$ 330,30. Em outros voos internacionais, a companhia cobra a taxa de R$ 544,99 pelo serviço. Mais valores para bagagens internacionais despachadas podem ser checados no site da empresa.

O que posso e não posso levar na bagagem despachada?

Em primeiro lugar, é importante reforçar que não é aconselhável despachar objetos valiosos tais como eletrônicos, joias, títulos financeiros, dinheiro, chaves e documentos. Leve esses itens na bagagem de mão!

Se o passageiro transportar uma bagagem despachada sujeita a danos ou de grande dimensão (como bicicleta, esquis, instrumentos musicais e pranchas de surf), ele deve sinalizar o equipamento à companhia aérea antes do voo, efetuando o pagamento de taxa adicional. Alguns itens, como botijão de gás propano ou butano, lanternas a gás, extintores de incêndio e fogos de artifício, além de alimentos em determinadas condições (como veremos a seguir), não podem ser despachados.

Os limites de peso, volume e dimensões definidos pela companhia devem ser sempre pesquisados e respeitados pelo passageiro. A média geral, como vimos acima, é de 23kg para voos domésticos e 32kg para trechos internacionais, com a cobrança de taxa para excesso de peso ou despacho de mais volumes.

Caso haja voos de conexão, onde buscar minha bagagem despachada?

Esta é uma dúvida que aflige muitos passageiros nas situações em que o trajeto inclui voos de conexão. Em geral, deve-se recolher a bagagem despachada apenas no destino final. Há casos em que se retira a mala na conexão para depois despachá-la novamente. Não há regra fixa: no momento do check-in, a companhia aérea deve informar ao passageiro o local de retirada da bagagem.

Nos voos com chegada ao Brasil, o mais comum é retirar a mala no primeiro aeroporto do percurso, devido à fiscalização da alfândega.

Minha conexão no exterior é muito longa! Se eu sair do aeroporto e fizer algumas compras, posso despachar mais bagagem?

Infelizmente não! Nesses casos, é preciso tomar o cuidado de adquirir somente produtos que podem ser incluídos na bagagem de mão (nada de exageros!). Vale um alerta: procure não perder a hora durante a conexão e evitar o desagradável imprevisto de acabar perdendo também o voo!

Alimentos a bordo: posso levar?

Em voos nacionais, alimentos em geral e produtos perecíveis podem ser transportados sem problemas na bagagem de mão. Mas atenção: eles precisam estar embalados e a embalagem ser à prova de vazamentos. No caso de frutos do mar, a embalagem do alimento deve estar inserida em caixas de isopor revestidas por plástico.

Se o passageiro estiver viajando com crianças de até dois anos, pagando 10% da tarifa, pode ser levada alimentação infantil para consumo durante o trajeto, além de cesta ou carrinho de bebê (estes itens também podem ser despachados).

E em voos internacionais? Quais as regras para transportar alimentos?

As regras para transporte de alimentos são muito variadas em voos internacionais, dependendo de fatores como destino, companhia e a quantidade do alimento levado. Alguns países, como Austrália e EUA, por exemplo, proíbem a entrada de alimentos frescos no seu território. Na União Europeia, fica vetado o ingresso de alimentos, carne, leite e itens de origem animal provenientes de países que não participam da Comunidade Europeia.

Por esse motivo, caso você planeje transportar itens alimentícios em trechos internacionais, é importante verificar a regulamentação da nação de destino e também dos países de trânsito, se houver conexões. Em geral, os alimentos que podem ser transportados nessas condições devem estar na embalagem original do fabricante e com a data do vencimento assinalada. Fique atento!

Transporte de animais

Essa “bagagem” muitíssimo especial também gera dúvidas nos passageiros que desejam levar seus pets a bordo. A maioria das companhias aéreas permite a presença de animais domésticos na cabine ou no compartimento de bagagens. Cada empresa, no entanto, define suas regras para esse transporte. Na cabine ou no porão do avião, exigência comum é que o pet tenha ao menos 4 meses de idade.

Há, ainda, toda uma documentação necessária a ser compilada, incluindo um atestado de saúde animal. O bichinho também deve estar em caixa de transporte apropriada para seu peso e tamanho.

Bagagem especial: o que é e quais são as regras?

bagagem-de-mao

A bagagem especial define os itens de grande dimensão ou que não podem ser levados na bagagem de mão. É importante ressaltar que cada companhia aérea define suas próprias regras para esse tipo de item, e é das empresas a “palavra final”. Em alguns casos, a bagagem especial é considerada como bagagem despachada, sem custo adicional (o peso é incluído na franquia e as medidas máximas são de 158cm); em outros, uma taxa à parte é cobrada.

Se o item ultrapassar os limites de peso e dimensão delimitados pela companhia, um valor será cobrado ao passageiro de acordo com a legislação. Alguns dos diversos objetos que são transportados como bagagem especial são:

  • Bicicleta, patinete e skate;
  • Equipamento de mergulho;
  • Prancha de surf e snowboard;
  • Eletrodomésticos;
  • Tacos de golfe;
  • Instrumentos musicais;
  • Cadeira de rodas;
  • Vara de pesca;
  • Facas e tesouras;
  • Paraquedas;
  • Equipamento de camping.

Vale a pena acrescentar que o objeto especial a ser transportado deve ser muito bem protegido, de forma que bordas pontiagudas não fiquem expostas (é o caso, por exemplo, de instrumentos musicais). Caso o passageiro não queira transportar a bagagem no porão da aeronave (devido à sua fragilidade ou valor), é possível levá-lo em assento adicional comprado na cabine de passageiros, e a tarifa cobrada corresponde a uma pessoa adulta.

De toda forma, não deixe de consultar o regulamento de bagagens especiais da sua companhia aérea e fique atento aos itens permitidos (assim como seus limites dimensionais e de peso).

Possíveis problemas com a bagagem de avião: saiba como proceder

Problemas, infelizmente, por vezes acontecem. Saiba quais são os passos a serem seguidos nas situações mais comuns de imprevistos com bagagens:

Extravio de bagagem

Em caso de bagagem extraviada, o passageiro deve comunicar o fato à empresa aérea assim que notar sua falta. Esta comunicação deve ser realizada no balcão da companhia ou de sua representante, de preferência na sala de desembarque.

Na hora de informar o ocorrido, o comprovante de despacho da bagagem deve ser apresentado aos funcionários. Se forem localizados pela empresa, os pertences devem ser devolvidos para o endereço indicado pelo passageiro. A bagagem tem no máximo 7 dias (em caso de voos nacionais) e 21 dias (voos internacionais) para permanecer com o status de “extraviada”. Se não for localizada e devolvida no prazo, a companhia deve indenizar o cliente em até 7 dias.

Nas situações de extravio, o passageiro tem o direito de receber um ressarcimento para gastos emergenciais por parte da empresa aérea, durante o período em que estiver sem os seus pertences (desde que esteja fora do seu domicílio). Cada empresa é responsável por definir a forma e os limites diários desse ressarcimento.

Furto de bagagem

Nesses casos, o passageiro deve procurar sua companhia aérea e comunicar o ocorrido por escrito. É importante notar que a empresa se responsabiliza pela bagagem dos seus clientes desde o instante do despacho até o recebimento no destino final.

Na situação de furto, deve ser registrada, ainda, uma ocorrência na Polícia para a averiguação do fato.

Bagagem avariada ou violada

Assim que constatar o problema, comunique-o à empresa (preferencialmente na sala de desembarque). Esse relato também pode ser registrado por escrito na companhia em até 7 dias após o desembarque.

Caso ocorra avaria na bagagem do passageiro, a empresa deve substituir a mesma por bagagem equivalente ou reparar o dano. Em situações de violação, a companhia deve pagar a devida indenização ao cliente após a comprovação do problema.

Dicas extras:

    • Lembre-se de identificar sua bagagem para facilitar a visualização na sala de desembarque;

 

    • Evite ao máximo despachar bagagem que contenha objetos de valor;

 

  • Se o seu voo nacional será feito em área reservada para embarque internacional, você estará sujeito às regras de transporte de líquidos para bagagem de mão (as mesmas válidas para os passageiros de voos internacionais). A companhia aérea é responsável por avisar sobre essa eventualidade no momento da compra da passagem. Fique atento para evitar transtornos!

Com a preparação adequada e a observação das regras de bagagem, viajar se torna experiência tranquila e proveitosa! Para analisar todo o regulamento e as novas normas em detalhes, acesse o site da ANAC.

E então, o que achou do nosso guia? Ficou alguma dúvida sobre bagagem de mão e despachada que não foi abordada acima? Deixe seu comentário e compartilhe suas perguntas e experiências com a gente!

You may also like